Historial

Fundada em Évora em 21 de Janeiro de 1980, a JAP (Jovens Agricultores Portugueses), foi a primeira organização de agricultores do género a surgir no País.

Inicialmente com meia centena de sócios, pessoas singulares até aos 35 anos de idade, era necessário zelar pelos interesses do Jovem Agricultor e manter aberto aos mesmos um pacote de serviços mínimo, que garantisse a defesa dos direitos do Jovem Agricultor e a satisfação das suas necessidades enquanto empresários agrícolas.

Mais tarde, em 1986, e porque o movimento associativo dos Jovens Agricultores já tinha adquirido novos contornos (tinha surgido a AJAP - Associação dos Jovens Agricultores de Portugal - em 1982), a JAP deu lugar a uma organização regional, a AJADE (Associação de Jovens Agricultores do Distrito de Évora).

Nesta altura, Portugal tinha aderido recentemente à Comunidade Económica Europeia, surgiu o novo estatuto de "Jovem Agricultor" e todo um conjunto de Direitos e Obrigações que daí advinham, o que justificava plenamente a existência de uma Organização que zelasse pelos interesses de quem pretendia, ao abrigo das novas leis e directivas comunitárias, instalar-se como Jovem Agricultor, bem como acompanhar de perto os já instalados. Desde então, a AJADE cresceu e manteve até Dezembro de 1995, os objectivos definidos quando da sua constituição, promovendo colóquios, seminários, formação profissional, visitas de estudo e prestando serviços de acordo com o que lhe era solicitado.

Informações adicionais