Formação Profissional

Desde 1992 que a AJASUL tem vindo a promover na sua área de actuação inúmeros cursos de formação profissional visando particularmente os destinados aos jovens agricultores e procurando sempre as temáticas mais recentes, a exemplo disso são muitos cursos nas áreas da Protecção e Produção Integrada e do Modo de Produção Biológico, bem como as Boas Prática Agrícolas, a Aplicação de Produtos Fitofarmacêuticos e da Gestão de Resíduos. No gráfico abaixo temos uma perspectiva da evolução do nº de acções de formação que temos vindo a organizar.

A formação profissional dada pela AJASUL está dividida em três grandes grupos:

  • Formação inicial
  • Formação contínua
  • Formação de formadores e outros agentes

No primeiro grupo encontramos o curso de Empresários Agrícolas que, quando concluído com aproveitamento, (verificado após exame na Direcção Regional de Agricultura do Alentejo), permitem ao formando obter o estatuto de Jovem Agricultor

No segundo grupo podemos encontrar a maioria dos cursos realizados. Dentro destes são de destacar os cursos mais vocacionados para a agricultura propriamente dita e os direccionados para o apoio a esta actividade. No primeiro caso temos como por exemplo cursos monográficos de Vitivinicultura, Olivicultura, Ovinicultura, Bovinicultura, Apicultura etc. No segundo caso temos os cursos de Informática, de Contabilidade Fiscalidade e Gestão, Comercialização dos Produtos Agrícolas etc.

Finalmente no terceiro grupo, e devido ao grande volume de formadores com que trabalhamos, procuramos formar técnicos para integrarem a nossa Bolsa de Formadores. Deste modo organizamos cursos de Formação Inicial e Contínua de Formadores, sendo que a primeira já não co-financiada pelo Fundo Social Europeu (FSE), de Gestão da Formação e de Organização da Formação.

No seguinte gráfico temos a evolução do nº de horas de formação ministradas anualmente desde 1995, que como é óbvio segue a tendência o gráfico anterior.

Esta actividade formativa tem tido um peso importante na região onde nos inserimos dadas as suas características de interioridade e ruralidade. Sabemos que no sector agrícola, a oferta formativa na região Alentejo não é muito diversificada, pelo que a AJASUL vem contribuindo para a modernização da agricultura alentejana e para a dinamização do capital humano e das respectivas competências profissionais envolvendo um número muito significativo de formandos e formadores tal como se constata no gráfico seguinte.

Informações adicionais