UE planeia corte de mais 5% nas ajudas deste ano

Votos:  / 1
FracoBom 

ASAJA confederação de Agricultores espanhóis descreveu como "corte à traição" a proposta da Comissão Europeia para reduzir em 2013, mais 5 % dos pagamentos directos aos agricultores que recebem da Política Agrícola Comum da UE.

É um corte incrível e ninguém tinha falado, e que a apenas alguns dias para se iniciarem as reuniões finais para um novo orçamento da UE para 2014-2020, foi dado a conhecer pelo  COPA-COGECA (Conselho Europeu de cooperativas e organizações agrícolas), que faz parte ASAJA e a CAP de Portugal.

A este novo corte de 5 por cento de pagamentos da PAC recebidos pelos agricultores há que juntar a modulação aplicada há vários anos de 10%, o que equivale a um corte global de 15%. Apesar de que com o conceito de modulação, esses fundos eram novamente disponibilizados para a agricultura através do Desenvolvimento Rural.

Este possível novo corte de 5 por cento, que Bruxelas justifica pela aplicação de "mecanismos de disciplina financeira", não irá retornar para o sector, mas volta directamente para os cofres comunitários.

Os Agricultores, Associações e Confederações do sector dever-se hão opor liminarmente a mais este corte,  que, a ser aplicado provocará enormes prejuízos para os agricultores, já que a esta altura de 2013 têm  programadas as suas despesas e investimentos para 2013 e não tinham considerado que, além da crise, os problemas de preços de factores de produção e de financiamento, as suas  ajudas iriam sofrer mais  uma redução.

Site COPA-COGECA

Informações adicionais